Deus é por nós

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

No cântico de vitória, escrito pelo Apóstolo Paulo (Romanos 8:31-39), encontramos um dos mais belos textos das Escrituras Sagradas. Trata-se de uma mensagem de fé, de ânimo, de conforto, de entusiasmo e de exaltação a Deus.

Este cântico é um apelo e um estímulo a colocarmos em Deus toda a nossa confiança, toda a nossa esperança e é também um desafio a descansarmos nas onipotentes mãos divinas, conscientes de que Ele é também o Deus onisciente, onipresente, cheio de misericórdia para conosco, e cuida de nós.

“Se Deus é por nós, quem será contra nós?” Portanto, se temos também esta sublime e firme convicção, não podemos permitir que:

As circunstâncias adversas nos apavorem

As crises existenciais nos transformem em pessoas desequilibradas

Os vendavais da vida nos deixem apavorados

As incertezas comuns a esta vida nos transformem em incrédulos

O caos exterior transforme o nosso interior caótico

Os perigos normais desta vida nos tornem fóbicos

As adversidades da vida nos façam seres amargurados

Os desânimos e decepções nos tornem depressivos

Os desestímulos nos tornem acomodados e apáticos

O desamor e as intolerâncias nos façam indiferentes e frios

As ingratidões nos transformem em pessoas recalcadas

 

Afinal de contas, o próprio Jesus Cristo nos advertiu dizendo: “Tenho-vos dito estas coisas, para que em mim tenhais paz. No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo” (João 16:33).

A verdade é que nada nos pode separar do amor de Cristo: Nem as as tribulações, nem as angústias, nem as perseguições, nem a fome, nem a nudez, nem os perigos, nem a espada, nem as circunstâncias adversas, nem as crises existenciais, nem os ventos contrários, nem as incertezas, nem o caos, nem os perigos, nem as ameaças, nem as adversidades, nem os desânimos, nem as decepções, nem o desamor, nem as intolerâncias, nem as ingratidões… (Paráfrase de Romanos 8:35).

Nada disso e nem tudo isso pode nos separar do amor sublime de Jesus Cristo. Porque: “Se Deus é por nós, quem será contra nós?”

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Pr. Brito

Pastor Presidente da IEBV.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *